Connect
To Top

Projeto de Lei que limita orgânicos em supermercados e Aprovação de novo uso de agrotóxicos no Brasil

Como os novos projetos de Lei podem afetar sua saúde?

Recentemente dois novos projetos de Lei causaram revolta entre especialistas em sáude, ambientalistas e até famosos fazem protesto na internet.

A Comissão aprovou relatório que muda legislação sobre uso de agrotóxicos dia 25 de Julho de 2018 o PL 6299/2002 que flexibiliza a fiscalização de agrotóxicos no País.

Segundo regras atuais são responsáveis pela análise de novos agrotóxicos:

o Ministério da Agricultura, meio ambiente e saúde, um processo demorado e burocrático de ser analisado devido todos riscos que envolve podendo demorar até 5 anos.

Na nova versão das regras, o prazo não pode ser superior a 2 anos, após esse período os produtos PODEM GANHAR REGISTRO AUTOMATICAMENTE!!

Embora o projeto mantenha a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e Ibama nas avaliações, a proposta aumenta o poder do Ministério da Agricultura no processo.

O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), criticou o trecho do texto que permite que registro automático de produtos:

“Ah, mas causa câncer? Não importa, pode usar. Se em dois anos não for apreciado, pode usar. Isso é uma aberração”, disse ele.

Foto: Globo Rural

Saúde x Agrotóxicos

Os grandes problemas causados pelos venenos agrícolas como são conhecidos, todos já sabem.

A saúde é afetada pelos agrotóxicos de três maneiras:

  • Durante sua fabricação;
  • No momento da aplicação;
  • Ao consumir um produto contaminado.

Independentemente da forma de contato, os efeitos são extremamente perigosos!

Estão associados à exposição a inseticidas, problemas neurológicos, como o Mal de Alzheimer, câncer, cefaleia, entre muitos outros.

Aproximadamente 25 milhões de trabalhadores agrícolas sofrem com algum tipo de intoxicação causada por agrotóxicos.

protesto contra pl 6299 de 2002

 

As famosas Paola Carosella e Bela Gil se manifestaram contra a aprovação. Em declaração, Bela Gil, que compareceu à Câmara para pressionar deputados a votarem contra PL do Veneno, desabafa:

“Estou aqui para pressionar os deputados a não votarem a favor do PL 6299/2002 que colocaria mais veneno na nossa mesa!”

Restrição na venda de alimentos orgânicos

O outro projeto de Lei que causou polêmica essa semana, foi o PL 4576/2016 .

Aparentemente mais tímido que os Projetos de Lei sobre agrotóxicos, o PL 4.576/16 pretende regulamentar o consumo de orgânicos no Brasil de forma abrangente. É o que explica Rogério Dias, vice-presidente da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA).

A proposta teria sido elaborada depois de casos de fraude na venda de frutas e hortaliças exibidos por reportagens da Rede Brasil Sul e Rede Globo em janeiro de 2016. Assim, a justificativa do PL, as denúncias seriam sobre casos de “feirantes desonestos”  adquirindo alimentos produzidos com agrotóxicos para serem vendidos como orgânicos.

”Eu não sei qual foi a real intenção do deputado com o projeto. Mas, mesmo na época, investigações mais aprofundadas sobre os casos mostraram que o problema não estava nos produtores, mas sim nos vendedores.”, explica Dias.

‘Não deveríamos restringir os agrotóxicos?’

Foi o disse a Associação de Agroecologia em questionamento do PL para restrição da venda de orgânicos.

Quando na verdade a preocupação maior deveria ser em restringir o uso abusivo de agrotóxicos.

Se o PL entrar em vigor, permitirá que apenas agricultores familiares possam realizar a venda direta, algo imprescindível para a renda dos agricultores de forma geral.

A venda direta não implica apenas em feiras, mas em qualquer relação de compra e venda direta. Assim, seria retirada a permissão de produtores para comercializarem, por exemplo, com governos que fazem a compra de alimentos orgânicos para o fornecimento da merenda escolar. “Não tem sentido, não traz vantagem”, avalia Dias.

E onde comprar desses produtores?

Outra questão apresentada pelo projeto  é a restrição da venda direta a feiras em espaços públicos e à própria propriedade do produtor. Feiras em espaços privados, como shoppings, se tornariam ilegais. E os supermercados?

Para Dias, entretanto,  não afetaria o comércio com supermercados ou qualquer outro ponto de varejo. “Para mim, parece equivocado. O que é incoerente é o agricultor ser prejudicado nesse processo.”

Atualmente, a venda de produtos orgânicos pode ser feita em estabelecimentos como supermercados desde que a mercadoria tenha o selo SisOrg, obtido por auditoria ou fiscalização.

Então Dias ainda diz que: “se o problema identificado é a fraude na venda direta, o que se deve fazer é orientar o consumidor. Podendo se informar sobre como solicitar a inscrição do vendedor e garantirá que não está sendo enganado e, se for o caso, poderá registrar uma denúncia. “Mas não prejudicar o produtor”. “O  que fica parecendo é que estão querendo prejudicar a produção orgânica.”

Alimentos de qualidade =  + Saúde

A busca por alimentos sem aditivos, agrotóxicos e naturais vem aumentando. Por isso, a quantidade de produtores orgânicos e opções de compras saudáveis vem aumentando na última década.

Consequentemente a qualidade de vida e saúde tem melhorado, mas ainda há muito para ser feito.

A grande indústria alimentícia e o setor de agronegócios ainda manipulam informações para usa-las a seu favor. Graças a internet as informações hoje em dia são mais difundidas!

Como resultado o consumidor está mais bem informado com acesso a informações valiosas e assim podendo tirar suas próprias conclusões.

Um caso recente de tentativa de eliminar informações pertinentes a saúde e bem-estar foi o caso do vídeo da Olívia.

que viralizou na internet após mostrar uma RECEITA CASEIRA de um poderoso chá que de maneira natural faz perder de 8 a 16 kg em 14 dias. Que citamos aqui!

A repercução foi tanta que  Indústria do alimentícia tentou de toda maneira tirar esse vídeo do ar para não comprometer seus lucros.

Veja o vídeo na íntegra do chá natural capaz de fazer diminuir 2 números do manequim em 14 dias!

Clique no botão abaixo enquanto ainda está disponível!!!

Por muitas décadas foi escondido pela indústria do tabaco os grandes males que o cigarro causa a saúde!

Ainda hoje muitas mentiras favorecendo essas grandes indústrias são contadas e prejudicam sua saúde.

Por exemplo, a quantidade nos rótulos de gordura total de um alimento. Alguns até mesmo substituem a nomenclatura de ingredientes para parecer “mais saudável”.

Portanto para cuidar bem da sua saúde sempre busque informações relevantes!

Cuide-se!

Te vejo no próximo post 😉

 

2 Comments

  1. Guia Saúde em Dia

    18 de julho de 2018 at 12:07

    obrigada ;*

  2. Pingback: ⭕ Como perder gordura abdominal em 3 passos e SEM ESFORÇO

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Alimentação

O Guia Saúde em dia foi pensado com todo carinho e cuidado para levar até você mais informação sobre saúde, emagrecimento saudável, bem-estar e estilo de vida! Seja super bem-vindo(a)! Siga nossa página e curta nossas redes sociais para ficar sempre por dentro das novidades!

Categorias

Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.